Encontro do Ogum's Toques: Limeira e Éle Semog

Encontro maravilhoso!!!

Acontecerá no CEAO Ufba (Centro de Estudos Afro-Orientais), dia 23, das 18h às 21h.
Vamos nessa noite preta sentir os ventos e palavras inspiradores desses dois escritores da nossa Literatura Negra.





 José Carlos Limeira,  nasceu em Salvador -BA em 01 de maio de 1951. Engenheiro Mecânico, atualmente é Assessor Técnico da Reitoria da Universidade do Estado da Bahia. Escreve poemas, contos, crônicas e artigos publicando desde 1971. Entre seus livros, Zumbi... dos, Lembranças, O Arco Íris Negro (parceria com Éle Semog), Atabaques (parceria com Éle Semog). Participou de vários números dos  Cadernos Negros e das Antologias Schwarze Poesie (Ed. Diá-Alemanha), Schwarze Prosa (Ed, Diá-Alemanha), Callaloo vol 2 (USA), Callaloo (Special Issue - 300 anos Zumbi -USA), Axé-Antologia da Poesia Negra Brasileira Ed Global 1983, A Razão da Chama Ed. GRD, Negro Brasileiro Negro número 25(Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e outras. Verbete em Quem é Quem na Negritude Brasileira Ed.CNAB 1998, citado em diversas teses e publicações como A Mão Afro-Brasileira (Significado da Contribuição Artística e Histórica - Ed.Tenenge 1988), O Negro Escrito (Oswaldo de Camargo) entre outras. (Fonte: Sarau do Elo - Disponível em http://elo-da-corrente.blogspot.com.br/2011/01/minha-poesia-jose-carlos-limeira.html. Acesso em agosto de 2013)

 Poema Lotação de José Carlos Limeira


 Éle Semog nasceu no Século XX da Era Comum, na cidade de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. Viveu a infância e a adolescência no subúrbio carioca nos bairros de Vila Valqueire e Bangu. Nos anos de 1970 participou do Grupo Garra Suburbana, onde publicou seus primeiros poemas mimeografados. Como militante do movimento social negro participou de diversas organizações de combate ao racismo, lutou contra a ditadura militar e pela promoção da democracia. Na década de 1980, participou da fundação do Jornal Maioria Falante e do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas - CEAP, onde também foi presidente. Atualmente é membro do Conselho Executivo do Instituto Palmares de Direitos Humanos e Secretário Executivo do CEAP. Seus poemas foram musicados pelos compositores Irinéia Maria, Teo de Oliveira, Mauro Marcondes e Laércio Lino. No campo da literatura fundou os grupos “Negrícia Poesia e Arte de Crioulo” e “Bate Boca de Poesia”. (Fonte: Site Éle Semog - Disponível em http://elesemog.com.br. Acesso em agosto de 2013)

Obra conjunta dos autores: Atabaques



Comentários

  1. Olá Ana,
    Andei "navegando" pelo seu blog e já percebi que muita coisa há para conhecer. Será um imenso prazer usar suas referências literárias e culturais para outros espaços do saber.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Seios de negra (por Solano Trindade)

Tranças em Dança

Conceição Evaristo em Salvador