Tranças em Dança

O cheiro de seu cabelo crespo
Se enrola em mim.
Todos os sentidos dissolvem
Mas sei esperar
Passar a dor,
O calor,
As loucuras de nosso encontro.

Encontro sempre salgado
E apimentado de tesão,
Suor,
Humor,
Derramando seu prazer em curvas minhas
Jamais tocadas.
Sambando em meu couro
Ritmando os movimentos repetidos
E todas as aventuras de seu som.

Som de noite,
Som de alma,
Som de trepada boa.
O laço de seu abraço
Deriva saliências em mim,
Toque de brim
Em um sorriso de jasmim adocicado.

Mas nada de amasso,
Soslaio, embaraço no olhar.
É tudo verdade,
Liberdade, vontade de amar.

No fim, reencontramos o começo
De nós... três:
Eu, você e o universo,
Gozando de todas as formas
as descobertas de corpos amantes
nos seus mínimos detalhes

e maiores prazeres.

SANTOS, Ana Fátima dos. Tranças em dança. In: Kama: poemas e contos eróticos. Editora Cogito: Salvador, BA. 2017, p.9-10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seios de negra (por Solano Trindade)

Conceição Evaristo em Salvador